terça-feira, 2 de agosto de 2016

A situação está crítica para nove municípios da Baixada Fluminense

BELFORD ROXO - O índice Firjan de gestão fiscal (IFGF), divulgado ontem, revela que nove prefeituras da Baixada têm situação fiscal difícil ou crítica: Belford Roxo, Caxias, Nova Iguaçu, Nilópolis, Magé, Japeri, Mangaratiba, Guapimirim, e Paracambi. Já Queimados é único município da região a conquistar o conceito de boa gestão fiscal.

Segundo a Firjan, o panorama piorou em relação à edição anterior do estudo para a maioria das cidades. O objetivo é avaliar como é administrada a carga tributária paga pela sociedade.

Na Baixada, foram analisados 10 dos 16 municípios. Mais populosos, Caxias e Nova Iguaçu receberam pontuações inferiores a 0,4 pontos no índice geral, indicativo de situação fiscal crítica. Ao final de 2015, a inscrição de restos a pagar superou os recursos em caixa, ou seja, começaram 2016 com parte das receitas já comprometidas por compromissos do exercício anterior, recebendo zero no IFGF Liquidez.

Com exceção do IFGF Receita Própria, Queimados apresentou gestão de excelência (conceito A) e boa gestão (conceito B) nas demais variáveis. Nilópolis se destacou pela mais alta pontuação no IFGF Gastos com Pessoal entre os municípios da região. Magé foi a única cidade da Baixada Fluminense a registrar duas notas máximas nos itens Liquidez e Custo da Dívida. Por fim, Mangaratiba foi a única na região a melhorar em termos de gestão fiscal na comparação com 2014 (+26,6%), impulsionado pelas altas nos indicadores de Liquidez e Receita Própria.

Via Extra - Mais Baixada

Nenhum comentário:

Postar um comentário