sexta-feira, 8 de abril de 2016

Ramal de Belford Roxo é interrompido por tiroteio e passageiros são prejudicados

BELFORD ROXO - Milhares de usuários da SuperVia no ramal de Belford Roxo foram prejudicados na manhã de ontem (07 de abril). A circulação dos trens foi interrompida por mais de duas horas por causa de um intenso tiroteio entre policiais e traficantes na Favela do Jacarezinho, na Zona Norte do Rio. A troca de tiros resultou na morte de três pessoas e deixou cerca de 1.200 alunos sem aula na região.


O confronto iniciou por volta das 7h e afetou o serviço de trens do ramal de Belford Roxo que passam pela comunidade. De acordo com a SuperVia, a circulação teve que ser interrompida já que um trem teve que parar próximo à estação do local. A operação do ramal foi realizada apenas entre as estações Del Castilho e Belford Roxo.

Alguns passageiros que já haviam embarcado nos trens, se arriscaram andando pela linha férrea. Na estação final de Belford Roxo, o tumulto e o estresse tomaram conta dos usuários. A principal reclamação era a falta de informação dos funcionários da concessionária, que mais uma vez, contribuiu para o conhecimento do caso e possíveis mudanças de meio de transporte por parte dos passageiros.

A dona de casa e moradora de Belford Roxo, Carla Simone, de 45 anos, seguia para uma entrevista de emprego no Centro do Rio, mas infelizmente, não conseguiu chegar a tempo. “Cheguei a estação por volta das 7h40, fiquei esperando por quase duas horas, sem nenhuma informação. Entrava e saía trens totalmente vazios. Guardas não sabiam responder o que estava havendo, depois das 8:30h, foi dito que houve um tiroteio no Jacarezinho. Falta de informação geral”, relatou.

Após, às 10h, as composições passaram a funcionar entre as estações de Del Castilho e Belford Roxo. Quem desejava seguir para a Central do Brasil precisou usar a linha Honório Gurgel – Deodoro e fazer transferência nos ramais Santa Cruz, Japeri e Deodoro.

Via Jornal Hoje


Foto Alan Vicente

Nenhum comentário:

Postar um comentário