sexta-feira, 18 de março de 2016

Intérprete de Belford Roxo é reconhecido no mundo do samba

                         A história de Tem-Tem Jr, jovem cantor e compositor: 'Me espelho muito no meu pai'

Belford Roxo/ Carnaval - A juventude parece ganhar ainda mais espaço no mundo do samba, pelo menos no Carnaval do Rio de Janeiro. Jovens talentos têm sido revelados em vários segmentos: de carnavalescos a intérpretes. A história de Jonathan Araújo, o Tem-Tem Jr, é um desses exemplos. O rapaz, que hoje tem 24 anos, começou cedo: na Inocentes de Belford Roxo, quando seu pai, de mesmo nome, era intérprete oficial.
Também passou por escolas mirins. É neto de um compositor bastante conhecido, Dinoel Sampaio, morto em 2004 e que é autor de sambas memoráveis como o do enredo "A Lenda das Sereias, Rainhas do Mar", pelo Império Serrano, em 1976.
"Tentenzinho", como era chamado por alguns amigos, atualmente é intérprete oficial da Unidos da Vila Santa Tereza, agremiação que desfila pelo Grupo de Acesso C, na Estrada Intendente Magalhães. Também é cantor de apoio na Renascer de Jacarepaguá. Já foi campeão em disputas de sambas de enredo: duas vezes na Inocentes (em 2008 e em 2016); na Difícil é o Nome, no último Carnaval; e ainda desponta seu talento em Porto Alegre (RS), pela União da Tinga, onde também compôs o hino de 2016.
Ele conversou com o SRZD-Carnaval, contou um pouquinho de sua trajetória e fez questão de exaltar alguns nomes importantes para a sua carreira. "Foram pessoas que me incentivaram muito. Só tenho a agradecer!", exclamou. Confira o bate-papo:
Fotos: Acervo Pessoal
SRZD-Carnaval: Sua trajetória começou na Inocentes de Belford Roxo, onde seu pai já cantava. Como foi esse início?
Tem-Tem Jr: Comecei no samba em 2007. Sou cria da Inocentes de Belford Roxo. Moro na comunidade. Cantei na escola de 2007 a 2011. Quem me incentivou muito foi meu pai, que foi intérprete oficial, o verdadeiro Tem-Tem (risos). Há algum tempo atrás, algumas pessoas me chamavam de Tentenzinho.
SRZD-Carnaval: Ainda na Inocentes, você também assumiu o microfone de duas escolas mirins. Como foi essa experiência?
Tem-Tem Jr: Também cantei na Pimpolhos da Grande Rio (2009) e na Filhos da Águia, da Portela (2010). Foi quando eu comecei a perceber que meu dom era esse, o de cantar. Essa passagem de minha vida me abriu algumas portas bacanas.
SRZD-Carnaval: Ao sair da Inocentes, quais outros caminhos você trilhou em sua jornada como cantor?
Tem-Tem Jr: Então, em 2013 e em 2014 eu não participei de escola nenhuma. Fiquei de fora do mundo do samba por motivos pessoais e de mudança de endereço. Mas logo eu recebi um convite para fazer parte do carro de som da Renascer de Jacarepaguá. Cantei lá em 2015 e em 2016. Sigo firme para 2017, junto com Diego Nicolau e Evandro Malandro.
SRZD-Carnaval: Além da Renascer, você também foi convidado para ser intérprete oficial da Unidos da Vila Santa Tereza. Como você encara mais esse desafio?
Tem-Tem Jr: Antes de tudo, tenho que agradecer ao cantor Rogerinho (da Império da Tijuca). Ele me ajuda muito, sempre busca coisas boas para mim. Estou na Vila Santa Tereza por incentivo e apoio dele. Pela conversa que tive com a diretoria da escola, pude perceber que eles querem brigar pelo título do Grupo de Acesso C em 2017. Vou buscar, junto com a comunidade, esse título tão sonhado.
SRZD-Carnaval: Além de ser cantor, você também revela seu talento como compositor. Isso vem de família?
Tem-Tem Jr: Acredito que sim. Costumo dizer que herdei do meu pai o dom de cantar e do meu avô (Dinoel Sampaio) o dom de compor sambas de enredo. Hoje sou muito grato a tudo que passei. Não escondo de ninguém que sou fã número um do meu pai. Ele me lançou como cantor. Estou caminhando e feliz com essas conquistas que tenho.
SRZD-Carnaval: Você comentou em "off" que essa gratidão é extensiva a outras pessoas importantes para sua trajetória. Além do seu pai, por quais outras personalidades do samba você tem esse sentimento?
Tem-Tem Jr: Comentei anteriormente que o Rogerinho é um grande amigo, me incentiva muito, me elogia, me ajuda sempre. Também tenho muita gratidão pelo Diego Nicolau (cantor da Renascer). Além do espaço que ele me dá na escola, recebo incentivos e elogios. Ser tão reconhecido assim, na idade que tenho, é fantástico.
SRZD-Carnaval: Daqui para frente, quais caminhos você quer trilhar?
Tem-Tem Jr: Sei que a caminhada é longa, mas quero trilhar uma história bonita. Tudo tem seu tempo certo. Ao trabalhar com humildade e com respeito ao próximo, você acaba tendo sua chance de mostrar seu talento. Aprendi isso com meu pai. Não se pode duvidar do talento de ninguém. As coisas evoluíram. Todos os anos somos surpreendidos positivamente com cantores e outros talentos, independente da idade. Sonho um dia ser intérprete de uma escola do Grupo Especial, mas é uma caminhada que se faz devagar. Um dia eu chego lá
Via: SRZD
Por:Rodrigo Trindade 

Nenhum comentário:

Postar um comentário