quinta-feira, 10 de dezembro de 2015

Moradora de Belford Roxo é presa acusada de tentativa de estelionato em Resende

POLÍCIA - Duas mulheres foram presas na tarde da última segunda-feira (07 de dezembro), por agentes do 37º Batalhão da Polícia Militar (Resende/RJ) acusadas de tentativa de estelionato. A dupla foi presa na Rodovia Presidente Dutra, na altura do bairro Fazenda da Barra III, quando tentavam fugir da cidade. Elas tinham acabado de tentar comprar uma linha de telefonia móvel na loja Nextel, localizada no shopping PátioMix Resende, situado na entrada da cidade. Funcionárias reconheceram Denise como uma das mulheres que adquiriu, há alguns meses, no mesmo estabelecimento uma linha telefônica com outra identidade. Três carteiras de identidade falsas foram encontradas no carro da dupla.

A Polícia Militar foi acionada para interceptar o Fiat Pálio, preto, placa HGO5014-RJ, nas proximidades do bairro Fazenda da Barra III. Dentro do veículo estavam quatro mulheres, sendo Denise Lacerda da Silva, 33 anos, residente em Belford Roxo, na Baixada Fluminense e Tatiane Pedro Nogueira, 35 anos, moradora em Magé. “Recebemos a informação que as mulheres tentavam fugir da cidade após tentarem dar um golpe de estelionato na loja Nextel. A dupla tentava fazer um plano de telefonia”, contou o militar, destacando que Denise foi reconhecida por duas funcionárias da loja como sendo a mesma que teria dado outro golpe no estabelecimento há alguns meses. “De acordo com duas funcionárias da loja, há alguns meses, Denise apresentou documento falso em nome de Maria de Fátima da Mota Freitas. Elas ainda contaram que identificaram Denise através de outro cadastro com o nome de Rozeana Carneiro Mota”, explicou o militar que encaminhou todas para a 89ª Delegacia Legal de Polícia Civil (Resende).

Na delegacia, o delegado adjunto Marcello Russo determinou o flagrante de tentativa de estelionato contra as mulheres. “As três carteiras de identidade apreendidas tem a foto de Denise. Apesar da prova, a mulher nega o crime e disse que só vai prestar esclarecimentos em juízo. Desta forma, enquadrei Denise como principal autor do delito e Tatiana como co-autora”, explicou o titular.

Tatiane vai responder processo em liberdade. Ela foi liberada após pagar fiança de R$1.500,00. Enquanto Denise teve prisão decretada. A mulher deverá ser encaminhada para um presídio feminino no Rio de Janeiro ainda esta semana.

Via Avozdacidade.com

Foto Cyntia Freitas

Nenhum comentário:

Postar um comentário