segunda-feira, 10 de novembro de 2014

Empresas de cosméticos planejam aplicar R$ 492 milhões na Baixada, o que deve gerar 1.660 empregos



BELFORD ROXO - Das sete empresas de cosméticos que pretendem investir no estado, quatro vão concentrar suas ações na Baixada Fluminense. Os dados são da Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, que estima a injeção de R$ 492,5 milhões na economia e a criação de 1.660 novos empregos.

ó a P&G planeja aplicar R$ 350 milhões na construção de uma fábrica em Seropédica, prevista para ser inaugurada no próximo mês.

De acordo com a subsecretária estadual de Comércios e Serviços, Dulce Ângela Procópio, a chegada das empresas trará benefícios para toda a região.

— A instalação dessas indústrias fortalece a economia da Baixada. É mais oportunidade de emprego e renda para a população — afirma a subsecretária.

De acordo com ela, as fábricas instaladas na Baixada são responsáveis por 11% da produção nacional. Só em Nova Iguaçu existem 40 empresas do setor. Entre elas está a Niely, que vai expandir suas instalações na cidade.

Em Belford Roxo, a Lubrizol já começou as obras de mais uma instalação da empresa, voltada para o setor de cosméticos e com previsão de começar a operar no ano que vem. 

Já em Queimados, será instalada a Cless Cosméticos. O investimento previsto é de R$ 40 milhões, com a criação de 350 novas vagas.

— O estado é um importante polo de fabricação de produtos dos setores de higiene e de cosméticos, além de ser o segundo maior mercado consumidor desses itens no país — explica Dulce.

Segundo dados da Secretaria estadual de Desenvolvimento Econômico, há no estado atualmente 117 indústrias do ramo, além de 1.619 estabelecimentos varejistas e 273 atacadistas.

— As negociações para implantar novas fábricas envolvem incentivos tributários setoriais, o que possibilita a expansão do setor — revela a subsecretária.

Via Extra Mais Baixada
Por Mayara Mendes


Nenhum comentário:

Postar um comentário