quarta-feira, 21 de agosto de 2013

Polícia detém homem de 24 anos suspeito de tentar aliciar menina de 10 anos através do Facebook, em Belford Roxo

BELFORD ROXO - A polícia deteve um homem de 24 anos suspeito de tentar aliciar uma menina de 10 anos através de uma rede social, em Belford Roxo. Segundo a Polícia Civil, o jovem conversava com a criança pelo Facebook há dois meses. No início do diálogo a menina dizia ter 17 anos, mas depois revelou a idade verdadeira para o suspeito, que continuou mantendo contato com ela.

Os pais da adolescente, que são policiais militares, informaram que tudo começou quando a filha adicionou o suspeito. Depois de algum tempo, o rapaz enviou uma foto dele seminu para a adolescente, ao mesmo tempo que usou palavras chulas para assediá-la. Os diálogos possuem frases picantes, que incluem sexo, virgindade e outras intimidades só compartilhadas por duas pessoas adultas na intimidade. 
O suspeito também pediu que a jovem enviasse uma foto de corpo inteiro, pois tinha a intenção de ficar com ela. Os dois trocaram telefones residencial e celular. 



Pai descobriu assédio ao usar o computador 


O pai da menina só descobriu o crime quando foi utilizar o computador e se deparou com as mensagens na rede social e o número do telefone que ela costumava ligar. O militar rastreou a página do acusado no facebook e conseguiu chegar ao bairro Parque São José, em Belford Roxo. 
O rapaz foi detido por policiais do 39º BPM quando trabalhava numa fábrica da região. Segundo Sara Jorge, madrinha da menina, é preciso que os pais fiquem alertas e monitorem tudo o que os filhos fazem no computador, principalmente na Internet. “Isso é muito grave. Estou muito indignada com a atitude desse rapaz, pois mesmo depois de saber que minha sobrinha tinha 10 anos continuou a assediá-la”, disse. 
O caso foi registrado na Delegacia de Belford Roxo (54ª DP), e, de acordo com o delegado Felipe Curi, um inquérito foi instaurado para apurar a suspeita de abusos.
























Via Jornal Hora H
Por Ivan Teixeira





Nenhum comentário:

Postar um comentário