terça-feira, 27 de agosto de 2013

‘Foram momentos de terror. Pensei que fosse morrer’, diz morador de Belford Roxo, vítima de arrastão no Rio


Flávio (de blusa listrada)  e os colegas de trabalho

Belford Roxo - Cinco bandidos armados com fuzis e pistolas participaram do arrastão, na madrugada desta segunda-feira (26 de agosto), na Avenida Martin Luther King, em Vicente de Carvalho, na Zona Norte do Rio. De acordo com a Polícia Militar, os criminosos fizeram pelo menos dez vítimas. Flávio da Silva, de 54 anos, morador de Belford Roxo, que passava pelo local em um Celta branco com três amigos do trabalho, chegou a ser ameaçado e a receber coronhadas na cabeça.

- Foram momentos de terror, achei que fosse morrer, eles me ameaçaram o tempo inteiro dizendo que eu era policial e bateram com a arma na minha cabeça - contou, na 44ª DP (Inhaúma), onde a ocorrência está sendo registrada.

Flavio, que mora em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, e trabalha no Engenho Novo disse que irá mudar o trajeto a partir de amanhã. Ele e os amigos tiveram pertences, como mochilas, carteiras e celulares, roubados pelos bandidos. Alguns deles, que caíram no chão, foram recuperados.

A PM informou que o arrastão aconteceu às 4h30, em frente a estação do metrô de Tomás Coelho e durou cerca de 50 minutos. Os criminosos fechram a pista e abordaram os motoristas que passavam pelo local. Vítimas acionaram o 190 e, minutos depois, uma viatura do 3º BPM (Méier) chegou ao local. Houve troca de tiros e um sargento da unidade e um traficante foram baleados. O PM foi atingido de raspão, atendido no hospital e passa bem. Já o assaltante fugiu com o grupo para o interior do Morro do Juramento, naquela região.




Via Jornal Extra
Por Giulliane Viêgas


Nenhum comentário:

Postar um comentário