quarta-feira, 31 de julho de 2013

Pistola apreendida em abril foi a mesma que matou menina de 1 ano (Geovanna Vitória). Envolvido participou de crimes com "quadrilha da retroescavadeira"



BELFORD ROXO - A 54ª DP (Belford Roxo) divulgou que o exame de confronto balístico, realizado por peritos do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE), concluiu que a pistola calibre 9 mm, apreendida no dia 02 de abril, foi a mesma usada para disparar o projetil que atingiu a menina Geovanna Vitória de Barros, de 1 ano de idade, no município de Belford Roxo, na Baixada Fluminense, em janeiro deste ano. O laudo foi divulgado nesta quarta-feira (31).

Na ocasião da apreensão da arma, os agentes prenderam Haytanni Martins Lima, o Bilinha, 18 anos, na Comunidade Gogó da Ema, em Belford Roxo. O criminoso estava de posse de maconha, rádio de comunicação e a pistola de 9 mm.

Após ser capturado, Bilinha confessou sua participação no crime, revelando detalhes de como o fato ocorreu. Ele é oriundo do Complexo de Favelas da Pedreira, em Costa Barros e admitiu, em depoimento, que estava traficando drogas em Belford Roxo há cerca de cinco meses e ter participado de outros eventos criminosos, como o furto de um caixa eletrônico em uma farmácia, onde foi utilizada uma retroescavadeira, o assalto a uma joalheira no shopping Grande Rio, em Villar dos Telles e roubos de cargas.

De acordo com o delegado Felipe Curi, titular da 54ª DP, a constatação de que a pistola apreendida em poder de Bilinha foi a mesma utilizada para a prática do crime, é mais uma prova contundente da participação desses criminosos na morte de Geovanna.

Crime da retroescavadeira


Em julho, policiais da Delegacia de Roubos e Furtos (DRF) prenderam Renato Costa Gonçalves, conhecido como "Maluquete", de 39 anos. Ele é suspeito de integrar a quadrilha que utilizava retroescavadeiras para arrombar caixas eletrônicos. A prisão ocorreu no Caju, na Zona Portuária do Rio, na noite de terça-feira (9). As informações foram confirmadas pela assessoria da Polícia Civil.

De acordo com a polícia, Renato era responsável por dirigir a retroescavadeira. Contra ele foi cumprido mandado de prisão expedido pela Justiça.

No sábado (6), Anderson da Silva Verdan, o "Bamba", 31 anos, preso por suspeita de participação na tentativa de assalto que matou a menina Geovanna Victória de Barros Firmino, de 1 ano, em janeiro deste ano, em Belford Roxo, na Baixada Fluminense, também era um dos chefes do grupo que usava retroescavadeira para arrombar estabelecimentos comerciais na região.

Ele foi encontrado, no sábado (6), tentando entrar no Morro do Urubu, em Pilares, no Subúrbio. Contra ele havia três mandados de prisão. O suspeito possui nove anotações criminais por tráfico, homicídio e latrocínio.

Relembre o caso
A mãe da criança dirigia um carro Fox prata quando um Vectra preto com quatro homens emparelhou com o carro dela. A mulher acabou acelerando no susto e um suspeito efetuou um disparo de dentro do carro. Geovanna Vitória de Barros estava em uma cadeirinha para bebês e foi atingida com um tiro no peito.

A bala atravessou o corpo da menina e se alojou na porta do veículo. Geovanna chegou a ser levada pela família para um hospital em Nova Iguaçu, mas não resistiu.

Via G1


Nenhum comentário:

Postar um comentário