terça-feira, 23 de julho de 2013

CEDERJ promove aula inaugural do perído 2013.2 em Belford Roxo



BELFORD ROXO - O Centro de Educação Superior à Distância do Estado do Rio de Janeiro (CEDERJ) promoveu neste último sábado (20 de julho) a aula inaugural do período letivo 2013.2 para os treze cursos de graduação à distância, no CIEP Vinícius de Moraes. Os estudantes compareceram ao evento e puderam esclarecer dúvidas sobre os cursos escolhidos, além de adquirirem informações sobre o funcionamento do ensino na modalidade semipresencial, que é a oferecida pela Fundação Cecierj/ Cederj.
Na ocasião, estiveram presentes autoridades, a Diretora do Polo de Belford Roxo, Cristina Pena, representantes do Cederj e das universidades que são responsáveis pelos cursos, tutores e os alunos no polo, calouros e veteranos. Às 10h se deu o início da cerimônia de abertura das atividades, com a apresentação de vídeo com discurso do Secretário de Ciência e Tecnologia do Estado do Rio de Janeiro, Gustavo Tutuca, gravado especialmente para o momento.

O evento ocorreu simultaneamente em 31 municípios do estado do Rio de Janeiro, envolvendo os candidatos aprovados no último vestibular para os cursos de Administração, Administração Pública, Licenciaturas em Ciências Biológicas, Física, Geografia, História, Letras, Matemática, Pedagogia, Química, Turismo e Tecnologia em Sistemas de Computação e em Turismo.

Para o calouro Hugo Melo, de 24 anos, essa é uma ótima oportunidade de cursar uma graduação de qualidade e gratuita. “Antes de me inscrever para o vestibular, pesquisei sobre a instituição, vi os cursos oferecidos e escolhi aquele que melhor se encaixa com a minha realidade. Sou professor de informática e vou cursar Computação pela UFF, que é uma ótima universidade. Além disso, o que me motivou foi à chance de estudar sem a necessidade de ir ao local todos os dias. Não tenho muito tempo para isso”, afirma o aluno e também professor, que se classificou em 12º lugar, já na primeira tentativa.

Segundo o Diretor do Instituto de Computação da UFF, José Henrique, essa é a oportunidade de acesso à graduação a mais pessoas, com igualdade de ensino. “O curso é muito bom e propicia a inclusão de muitos jovens e adultos nas universidades públicas. Diversas instituições estão se inspirando no modelo de ensino semipresencial para facilitar a vida dos estudantes. Essa metodologia é o futuro. Os graduados saem bem preparados para o mercado de trabalho e com conhecimentos iguais aos formados no regime presencial”, garante José Henrique


Divulgação



Nenhum comentário:

Postar um comentário