domingo, 29 de julho de 2012

Operação da PM na Vila Vintém (RJ) termina com granada apreendida.




A operação na comunidade aconteceu na manhã de sexta-feira (27). A polícia encontrou granada, fuzil e grande quantidade de cocaína.

sexta-feira, 27 de julho de 2012

BELEZA: Unha com estampa de Girafa é nova tendência.


Depois das unhas com estampa de leopardo, zebra, crocodilo e tigre, mais um bichinho ingressa no safari da “nails art”: as unhas com estampa de girafa. Diversos blogs internacionais de unhas já apostam na tendência de decoração inspirada no herbívoro pescoçudo. A maioria das versões de “unha de girafa” utiliza esmaltes amarelos, beges ou até brancos como cor-base, e opta pelas manchas em tom marrom. Então agora é com você busque se atualizar para não ficar fora da moda, o Blog Belford-Roxonoar voltará em outra ocasião com mais uma super dica de Beleza, mais dicas no link abaixo.

Fonte: Extra OnLine
Leia mais: http://extra.globo.com/mulher/beleza/unha-com-estampa-de-girafa-nova-tendencia-de-animal-print-5567284.html#ixzz21mhxGndT

Oportunidade de Emprego: Nova loja Riachuelo com vagas abertas em Caxias.


A Riachuelo está com vagas abertas para loja que será inaugurada, no Centro de Duque de Caxias, em Novembro/2012.

Entre os benefícios, a Riachuelo oferece Vale Refeição + Vale Transporte + Plano de Saúde + Planos de Carreiras + Participação nos Lucros, entre outros.

Os interessados devem enviar os currículos para o e-mailduquecaxiasct@riachuelo.com.braté dia 31/07/12. As contratações ocorrerão em SETEMBRO. Abaixo seguem as exigências especificas para cada cargo:
Auxiliares de Loja, Vendas, Estoque, Caixa, Atendimento (Crediário), Administrativo e Visual Merchandising, Promotores de Cartão; Costureira.

Exigências: Ensino médio completo ou cursando.
A rede também oferece oportunidades de emprego para pessoas com deficiências.

Para todas as vagas é importante que os interessados sejam maiores de idade, tenham disponibilidade de trabalho aos finais de semana, afinidade com moda e varejo, bom relacionamento interpessoal e objetivem criar carreira na empresa.
Fonte: vagasrio.com.br

Promessas não cumpridas em Belford Roxo.


O prefeito Alcides Rolim esteve aqui no início do ano e disse que ia asfaltar as ruas do bairro”. Esta é a afirmação de Dinatr Azevedo da Silva, 67 anos, morador da Rua Penédia, em Jardim das Acácias, Belford Roxo. Mas basta circular pelo bairro para comprovar que as promessas do petista jamais se tornaram realidade.
A Rua Penédia, por exemplo, nunca foi asfaltada e está tomada por lama e esgoto. Segundo Dinatr, o vazamento durava cerca de um mês e foi interrompido somente ontem, minutos antes da equipe do Jornal de Hoje chegar ao local. “O esgoto estava entupido havia uns 30 dias e já havíamos solicitado o desentupimento, mas a equipe da prefeitura só veio hoje cedo. A rua continua com esgoto e está cheia de lama. Quando chove a situação fica ainda pior, pois a água desce o morro e alaga tudo. Quando chuva é forte a força da água arrasta até mesmo carros estacionados aqui na rua”, revelou o comerciante.
Até mesmo a Rua Urucurana, antiga Estrada Iguaçu, carece de melhorias. Umas das poucas asfaltadas, a rua está esburacada em diversos trechos e motoristas têm dificuldade para transitar por ela. Já na Rua Dezesseis a situação é tão alarmante que parte dela já está sendo tomada pelo matagal e virou moradia para bodes e cabras.
Outras ruas como a Arari, Jabotia e a da Fiscalização os problemas são os mesmos. Sem asfalto e tomada por barro, elas ficam completamente alagadas em dias de chuva e causam outros tipos de transtorno à população.
“A coleta de lixo está regular, mas quando chove o caminhão não entra. A rua fica cheia de lama e é até perigoso o motorista tentar passar, pois ele pode atolar. Nós que levamos as sacolas de lixo até a rua principal e precisamos amarrar sacos plásticos nos pés”, disse Sandra Matos, 54 anos, moradora da Rua Arari.
Os moradores de Jardim das Acácias aguardam o cumprimento das promessas do prefeito Alcides Rolim e pedem para que as obras de melhorias para o bairro sejam realizadas o mais breve possível e não às vésperas das eleições municipais. 



Fonte: Jornal de Hoje

Dublê da rainha salta de paraquedas para a festa de abertura de Londres 2012


Cerimônia de abertura dos Jogos Olímpicos | Foto: André Mourão / Agência O Dia
A festa mostrou imagens do filme e da rainha com uma roupa em tom salmão. Logo depois, um helicóptero sobrevoou o estádio para criar a ilusão de que lá estavam Elizabeth II e o ator Daniel Craig, atual intérprete de James Bond nos cinemas. Instantes depois, os atores que representavam a rainha da Inglaterra e Craig saltaram de paraquedas do helicóptero.

Em seguida, a verdadeira rainha Elizabeth II entrou em cena e ouviu o coral de crianças entoar o hino nacional, God Save the Queen.
Depois de quase uma hora e meia, os atletas iniciaram sua participação na cerimônia, com a delegação grega liderando o desfile, como é tradicional em todas as Olimpíadas. Todos os outros países entraram em ordem alfabética, com exceção da Grã-Bretanha, que como anfitriã foi a última a entrar. No total, mais de 10 mil atletas desfilaram.


A entrada brasileira foi liderada pelo cavaleiro Rodrigo Pessoa, campeão olímpico em 2004 e medalha de bronze em 1996 e 2000. Curiosamente, o Brasil foi o único país além da Suécia a ter um atleta do hipismo como porta-bandeira. E a delegação verde e amarela, que levou até instrumentos de percussão, foi uma das mais aplaudidas de todo o evento.
Fonte: Jornal Odia

quinta-feira, 26 de julho de 2012

Alô Secretaria de serviços publico de Belford Roxo




Moradores do bairro Parque Esperança denúncia ao blog que a coleta de lixo não são feita regularmente e por conta disso os moradores são obrigado a jogar seus lixos em terreno baldio.

quarta-feira, 25 de julho de 2012

MP pede impugnação de 1.174 candidatos no Estado do Rio




RIO - O Ministério Público do Estado do Rio informou nesta quarta-feira que pediu a impugnação de 1.174 candidatos a prefeito e vereador nos 92 municípios do estado. Em 142 casos, os promotores tentam impedir as candidaturas com base Lei da Ficha Limpa. Os motivos que levaram o MP a pedir as impugnações são o analfabetismo dos aspirantes - quem não sabe ler e escrever é inelegível -, documentação incompleta, falta de desincompatibilização e ausência ou desaprovação de contas de campanhas eleitorais passadas.
Na manhã desta quarta-feira, o MP chegou a divulgar que o total dos fichas sujas era de 456 candidaturas. A Promotoria Eleitoral incluiu na listagem os candidatos que tiveram suas contas rejeitadas nas últimas eleições. Contudo, o TSE liberou o registro de candidatura dos candidatos com contas reprovadas em junho deste ano.
Em Natividade e Varre-Sai, ambos no Noroeste do Estado, todos os candidatos aos cargos de prefeito e vereador tiveram seus registros impugnados, a maioria por falta de documentos. Em Natividade, 118 ações ajuizadas ocorreram por esta razão e, em Varre-Sai, este número é de 85. Segundo a Promotoria Eleitoral de Natividade, os dois candidatos a prefeito e 103 dos 116 candidatos a vereador não apresentaram certidões criminais. Já em Varre-Sai, os três candidatos à prefeitura também não incluíram estes documentos, assim como 75 dos 82 candidatos a vereador.
- O processo eleitoral de 2012 começou, na verdade, no ano passado. E o Ministério Público se preparou para os inúmeros desafios de uma eleição municipal, com o especial ingrediente de aplicação da Lei da Ficha Limpa - disse o Coordenador do Centro de Apoio às Promotorias Eleitorais, promotor Rodrigo Molinaro Zacharias.
Em Paracambi, o MP impugnou os registros de dois candidatos a prefeito. O terceiro, que tenta reeleição, responde por conduta vedada aos agentes públicos, o que pode levar à cassação do registro. Se as ações forem julgadas procedentes, os partidos terão de substituir todos os atuais candidatos apresentados.
Segundo o MP, as desaprovações de contas de campanha referentes ao pleito de 2008 foram responsáveis por 243 pedidos de impugnação, sendo 29 ações por esta razão em Rio das Ostras, 28 em Itaboraí, 12 em Teresópolis e dez em Volta Redonda. A ausência de desincompatibilização – quando os candidatos não se afastaram de seus cargos ou funções públicas no prazo previsto em lei – foi motivo para os promotores pedirem a impugnação de 80 candidatos, sendo 32 em Teresópolis, 15 em Sapucaia e 10 em Belford Roxo.
Nilópolis, na Baixada Fluminense, lidera o número de pedidos de impugnações: 183. A ausência dos documentos exigidos pela Justiça Eleitoral é a principal causa para as ações. Muitos candidatos não apresentaram a certidão criminal, a comprovação de escolaridade ou prova de desincompatibilização, segundo o MP.
Em Teresópolis, na Região Serrana, cinco dos oito candidatos à prefeitura e 39 que concorrem ao cargo de vereados foram impugnados pela Promotoria Eleitoral, principalmente pelas anotações criminais, contas reprovadas e condenação por improbidade administrativa.
O MP chama a atenção para o número de candidatos com condenação criminal: 44 no total, sendo 11 apenas em Belford Roxo. Todos são candidatos a vereador e as principais condenações são por estelionato, uso de documento falso e receptação de veículos.
As ações ajuizadas pelo Ministério Público serão julgadas na primeira instância da Justiça Eleitoral até 5 de agosto, prazo para definir os políticos que estarão aptos ou não a concorrer. Eventuais recursos seguem para o Tribunal Regional Eleitoral (TRE-RJ) para serem julgadas em segunda instância.

Fonte: Jornal Extra

TRE-RJ anuncia esquema especial de segurança para as eleições


Oito municípios, além da Zona Oeste e do Complexo da Maré, terão reforço.
Àreas serão alvo da atuação das forças federais, solicitadas ao TSE.


Em reunião do Centro de Controle e Comando das Eleições 2012, realizada nesta terça-feira (24), o Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) definiu as primeiras regiões que estarão sob controle imediato do tribunal. O esquema especial de segurança começa porCabo FrioCampos dos GoytacazesItaboraíMacaéMagéRio das OstrasSão Gonçalo, Zona Oeste do Rio de Janeiro e Complexo da Maré. Estas mesmas áreas serão alvo da atuação das forças federais, solicitadas ao Tribunal Superior Eleitoral.
O presidente do TRE-RJ, desembargador Luiz Zveiter, adiantou que, já na próxima semana, haverá uma grande operação de fiscalização, em local ainda a ser definido.
"A fiscalização do TRE-RJ vai ter presença ostensiva nessas áreas, para coibir abusos e também esclarecer que os eleitores poderão votar com liberdade e consciência. Não existe a possibilidade de que alguém seja obrigado a dizer em quem votou, todos devem estar seguros disso", destacou Zveiter.
Além do TRE-RJ, integram o Centro de Controle e Comando a Agência Brasileira de Inteligência (Abin), o Comando Militar do Leste, as polícias Federal e Rodoviária Federal, a Secretaria estadual de Segurança Pública e a Procuradoria Regional Eleitoral do Rio de Janeiro.

A homofobia está solta na cidade de Nova Iguaçu

Matança de gays aterroriza
comunidade LGBT em Nova Iguaçu
 

 

Carlitos e Manuel Germano foram assassinados recentemente na cidade. O primeiro morreu com vários tiros e o segundo a pauladas

Presidente do Grupo 28 de Junho, Eugênio Ibiapino denuncia: “Durante todo este tempo nunca se matou tanto gay por causa de preconceito e ódio como no governo da Dilma. No governo Lula se executava um lgbt a cada dois dias; agora se mata um lgbt a cada dia

saiba mais http://www.jornalhoje.inf.br/baixada3.htm
Fonte: Jornal hoje O diário da baixada

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Maioria da população da Baixada é de evangélicos. Seropédica lidera o ranking



CI ZOONING Rio de Janeiro (RJ) 19/07/2012 - Seropédica é o Município com maior número de Evangélicos. Na foto os pastores José Félix (palitó cinza) , Gicia Bacelar e Valdir Almeida (pálitó preto). Foto Fabiano Rocha / Extra / Agência O Globo


Cíntia Cruz

Os evangélicos estão em alta na Baixada. Nos 13 municípios, são mais de um 1,3 milhão de fiéis, segundo o Censo 2010. Nove cidades têm maioria evangélica. Seropédica lidera o ranking com 44% da população seguidores da religião.
A pastora Gícia Bacelar, do Templo Missionário Manancial da Fé, acredita que o alto índice se deva à procura de jovens pela igreja.
— Com o desemprego alto na cidade, os jovens não têm renda para se divertir. A igreja promove o acesso ao lazer com festividades, louvores e passeios. Ela ajuda a ressocializar o jovem que teve a vida perdida.
Na tentativa de afastar os jovens do caminho do “mundo”, como dizem os cristãos, vale até esticar o funcionamento da igreja. No bairro Campo Lindo, a Assembleia de Deus Ministério de Missões é conhecida como a “igreja das onze” porque encerra as atividades às 23h.
— Se os jovens vão lanchar num lugar onde ficarão expostos ao álcool ou às drogas, por exemplo, é melhor que lanchem aqui — explicou o pastor José Félix, presidente do templo.
Índice em alta
Em abril, uma pesquisa feita pela equipe do I Festival Gospel em Seropédica mostrou que o índice de evangélicos continua em alta.
— Identificamos 55% na cidade e 384 igrejas cadastradas — contou o pastor Valdir Almeida, da Assembleia de Deus Vivendo em Cristo, conhecido como pastor itinerante por promover eventos gospel na região.
Seguidores do islamismo em três cidades
Religiões como o islamismo e o budismo também têm números curiosos na Baixada. Magé é a cidade com maior percentual de budistas: 0,31%, que corresponde a 711 pessoas. Apesar de ter o índice mais alto da região, o número é menor do que o Censo 2000, quando 868 pessoas declararam seguir a religião. O islamismo aparece nos municípios de São João de Meriti, Nilópolis e Nova Iguaçu com 0,01% da população.
Vivência religiosa
Para o reverendo Guilhermino Cunha, presidente da Catedral Presbiteriana do Rio, o crescimento do número de evangélicos vai continuar, mas ele vê com apreensão.
— Não basta crescer só em números, mas também na vivência do Evangelho. O aumento dos evangélicos deveria significar menos violência, menos presos, menos crianças abandonadas.
Japeri é a cidade com maior população sem religião. São 28.463 pessoas.
A fé nos municípios
Belford Roxo
Evangélicos lideram: 37,13%.
Duque de Caxias
Os católicos são 35,08% e os evangélicos.
Guapimirim
35,81% são católicos e 25,43% não têm religião.
Itaguaí
Católicos:32,53% e evangélicos, 41,37%.
Japeri
Líder dos sem religião: 29,81%
Magé
Lidera o ranking dos católicos, com 39,73%.
Mesquita
A cidade tem 34,10% de católicos e 37,76% de evangélicos.
Nilópolis
39,21% da população são católicos. Os evangélicos constituem 33%.
Nova Iguaçu
Tem 33,09% de católicos e 36,94% de evangélicos.
Paracambi
Os católicos são 33,95% e os evangélicos, 35,87%.
Queimados
Na cidade, os evangélicos são maioria com 42,82%.
São João de Meriti
36,59% de católicos e 35,54% evangélicos.
Seropédica
Campeão de evangélicos na Baixada. São 34.413.

Fonte: Jornal Extra

sexta-feira, 20 de julho de 2012

TRE ordena fechamento de centro social usado para campanha

O juiz responsável pela fiscalização da propaganda eleitoral no município de Belford Roxo, Alfredo José Marinho Neto, titular da 153ª zona eleitoral, ordenou o fechamento de um centro social e um trailer, que seriam vinculados ao candidato Oséias Oliveira (PP), que concorre a uma vaga de vereador na cidade.  
O centro social e o trailer ofereciam à população atendimento odontológico e fisioterápico, além de cortes de cabelo. No local foram apreendidos, entre outros materiais, camisetas com o nome do candidato e cópia do título de um eleitor, com anotação de promessa de voto em troca de uma caixa d'água. 
Os fiscais do TRE que realizaram a apreensão encaminharam ao Ministério Público Eleitoral (MPE) um relatório sobre o caso. A partir do relato do TRE o MPE decidirá se entrará com uma representação contra o candidato.








Fonte Site Terra: http://noticias.terra.com.br/eleicoes/2012/noticias/0,,OI6001856-EI19136,00-RJ+TRE+ordena+fechamento+de+centro+social+usado+para+campanha.html

Trem de carga bate em ônibus na Prata em Belford Roxo


Rio -  Um trem de carga da empresa MRS colidiu com um ônibus na passagem de nível no bairro da Prata, na divisa entre os municípios de Nova Iguaçu e Belford Roxo, na Baixada Fluminense, na manhã desta quarta-feira. O coletivo de turismo não transportava passageiros no momento da colisão. Ninguém ficou ferido. Segundo a concessionária SuperVia, o acidente não afetou a circulação de trens.
Fonte. O Dia

quarta-feira, 18 de julho de 2012

Digão, do Fluminense, é pego com habilitação falsa em blitz da Lei Seca


O zagueiro Digão, do Fluminense, foi pego com uma carteira de motorista falsa, em uma blitz da Operação Lei Seca, na madrugada desta terça-feira (17).
Rodrigo Junior Paula Silva, nome de batismo do jogador, foi abordado na Avenida Brigadeiro Lima e Silva, em frente ao Hotel Luxemburgo, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Quando os agentes consultaram o sistema do Detran, constataram que ele não está habilitado.
Digão foi encaminhado à 62ª DP (Imbariê), onde foi autuado por uso de documento falso.
Ele também fez o teste do bafômetro, que deu negativo.
Fonte: Extra

Belford Roxo e mais dois municípios concentram 70% da população favelada da Baixada Fluminense



Na Vila Operária, dona Edvania de Sena Silva com seu filho, Rian
Na Vila Operária, dona Edvania de Sena Silva com seu filho, Rian Foto: Cléber Júnior / Extra

Cíntia Cruz

Três cidades da Baixada Fluminense — Duque de Caxias, São João de Meriti e Belford Roxo — concentram 70% da população favelada na região. Ao todo, são mais de 200 mil pessoas, segundo o Censo 2010, vivendo no que o IBGE chama de “aglomerados subnormais”. A favela mais populosa é a Vila Operária, onde moram quase nove mil pessoas.
Filho de uma moradora antiga da Vila Operária, o professor e músico, José Alisson Souza dos Anjos, de 30 anos, diz que só deixaria o local para morar mais perto do trabalho, no Centro do Rio.
— Vim da Paraíba para cá há 20 anos. Meus pais vieram antes, na década de 70. Gosto desse convívio com a comunidade, o que não acontece na Zona Sul do Rio, por exemplo — conta Alisson.
Já a dona de casa Maria Geralda Araújo, de 46 anos, trocou o bairro Vila São Luiz, no asfalto, pela favela.
— Tenho uma casa (Vila São Luiz), mas deixei para o meu filho. Está dando muito assalto lá. Moro aqui com meu marido há oito anos e vou comprar outra casa aqui mesmo. É super tranquilo.
A comunidade tem seus defeitos, segundo a dona de casa Márcia Domingos, de 38 anos, mas é um bom lugar para morar, diz ela:
— Não sairia daqui. Tenho amizade com todo mundo. Antes de casar, morava com minha mãe e seis irmãos. Todos continuam aqui. Agora moro com meus quatro filhos — contou a viúva, que mora numa quitinete.
Área diversificada
Para o professor do Departamento de Ciências Sociais da PUC-Rio, Marcelo Burgos, a associação entre favela e pobreza não é obrigatória:
— Boa parte da Vila Operária poderia não ser chamada de favela. Os próprios moradores de lá têm para eles que aquilo não é exatamente uma favela. É uma área de história de luta, de mobilização, desde o Tenório Cavalcanti. Agora, como toda região informal, precarizada, tem áreas muito pobres, é diversificada.
Críticas à maior delas
Também nordestina, a dona de casa Edvânia de Sena Silva, de 33 anos, veio de Recife para a Vila Operária aos 13 anos com a mãe e oito irmãos. Ela casou com outro pernambucano, que também se mudou para a Vila Operária. Hoje separada e com três filhos, ela não pensa em sair do local, mas lamenta os serviços públicos prestados.
— Só deixaria de morar aqui para ir para a roça. Mas acho bem ruim o serviço de saúde que é oferecido. Temos um posto que fica a meia hora daqui. As consultas demoram mais de um mês para serem marcadas.
Já a dona de casa Andreia Domingos, de 28 anos, sonha em deixar a comunidade. Ela espera ser contemplada com o programa Minha Casa, Minha Vida e morar no asfalto com os seis filhos.
— Meu irmão era traficante e morreu de tiro em 2000. Quero criá-los longe, livres de verem alguma coisa.
Comunidade modelo
Segundo a Prefeitura de Duque de Caxias, a Vila Operária é modelo de comunidade urbanizada pelo poder público com acesso a água, luz e coleta de lixo, além de ruas pavimentadas, três escolas, dois postos, quadras poliesportivas e cursos gratuitos de formação e qualificação.
Já o Parque Vila Nova e Vila Ideal, também em Caxias, vão receber um condomínio com 1.394 apartamentos, do Minha Casa, Minha Vida. E há mais 2.500 casas populares em construção.
onde estão essas famílias
Belford Roxo: 35.480
É uma das três cidades com
mais famílias em favelas.
Duque de Caxias: 61.452
Campeã da Baixada.
Itaguaí: 8.133
Quase 8% da população
vivem em favelas.
Japeri: 2.377
Número de pessoas que
moram no Alecrim, Virgem
de Fátima, Proletário e
Engenheiro Pedreira.
Magé: 18.555
Só o Sapateiro tem três mil
pessoas.
Mesquita: 1.061
É a cidade da Baixada que
tem menos pessoas em
favelas.
Nilópolis: 3.557
A comunidade do Brizolão é
a mais populosa: 1.341
Nova Iguaçu: 9541
A Lagoinha é a menos
populosa: 155 pessoas.
Paracambi: 5.561
Está em oitavo lugar do
ranking.
Queimados: 5.428
Morro da Paz é o que tem
mais gente: 1.874.
São João: 47.322
Mais de 40 favelas, diz IBGE.
Seropédica: 6.854
Canto do Rio é a maior.
Guapimirim
O IBGE não registra favelas
na cidade.
Fonte jornal Extra